“BIDA”  acaba de ser CONDENADO A 30 ANOS de prisão PELA MORTE DE DOROTHY STANG, em Belém do Pará. Após 4 juris, e uma batalha ferrenha de 9 anos de recursos e apelações, na tentativa de livrar Vitalmiro Bastos de Moura de responder como o mandante do assassinato de Dorothy, finalmente fica determinado que “BIDA” cumpra sua pena.

Isso não nos devolve nossa defensora e aliada nas causas dos direitos humanos e genocídios de indígenas e ribeirinhos no Brasil, mas acalma nosso coração dilacerado pelas últimas tragédias de incêndios criminosos e atropelamentos de crianças no MS. Esteja em paz, Dorothy.