Água em Marte

Água salgada na superfície de Marte

Agua Em Marte

A sonda MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) registrou evidências que podem indicar a existência de água salgada na superfície de Marte, em estado líquido. CLIQUE AQUI E VEJA ANIMAÇÃO DO SITE DA NASA . Seriam córregos sazonais que teriam deixado sulcos indicando o movimento de corpo líquido em leitos, onde os sais encontrados permitiriam o descongelamento apesar das baixas temperaturas da superfície de Marte.

Água em Marte

Lembramos, porém, que a mídia é frequentemente manipulada para orientar a opinião pública de modo a atender os interesses de instituições financeiras e governamentais, pois a possível existência de água em Marte levanta a possibilidade de haver vida lá e isso justificaria a continuidade ou aumento do volume dos investimentos que são feitos nestas pesquisas espaciais. Fotos com luzes estranhas e objetos brilhantes são frequentemente publicadas no site da NASA, obtidas através de sondas enviadas a outros planetas.

Lua de Saturno

Animações são feitas para criar um ambiente de hiper-realidade e alimentar em todos a necessidade de acreditar que faremos contato com outras formas de vida, fora de nosso planeta. Nossa posição não é a de julgar esta ideia, mas discutir a quais interesses esta questão atende de modo direto e imediato. Existem recursos formidáveis sendo empregados neste propósito e questionamos até que ponto os resultados obtidos são válidos, ou até verossímeis, considerando que as formas de vida do nosso próprio planeta estão em estado de calamidade e ameaça sem precedentes. Abaixo a foto da suposta “COLUNA de LUZ” registrada em Marte pela sonda da NASA e publicada no site oficial deles, o que pode ser comprovado clicando na foto. Depois de espalhar pelo mundo as imagens a partir de seu site oficial, a NASA divulga suas “explicações” muito céticas e científicas, mas só depois que o trabalho de incitação à ideia de que o planeta é habitado já foi bem realizado. Só isso justifica as incalculáveis fortunas investidas em projetos como este.

Luz em Marte

Qual o verdadeiro propósito e real relevância destas publicações, no contexto de genocídio em massa, extermínio de recursos naturais e espécies biológicas de nosso próprio planeta? Qual a lógica em disseminar a crença de que, em caso de destruição da Terra, poderemos encontrar abrigo em algum outro lugar do espaço sideral? De onde surgiu esta ideia de que deveríamos planejar estações de preservação das espécies de vida de nosso planeta, como uma versão espacial da Arca de Noé?

Campanha_GBC

Conhecendo o jogo das instituições financeiras que controlam todos os recursos naturais do nosso planeta e que pretendem manter sua política colonialista e extrativista até que se esgote a última gota de vida por aqui, tenho certeza de que manter o povo acreditando que nosso planeta “já era” e que precisamos investir em um refúgio interplanetário, é de fato uma prioridade, digna de investimentos do volume destinado não só à NASA, mas a outras instituições de pesquisa espacial. Assim, colocaremos nosso foco nas estrelas e não lutaremos para defender a nossa casa, portadora de todos os recursos necessários para a manutenção de boa qualidade de vida a todas as espécies que viajam nesta nave, se… fossem compartilhados com a consciência de que, caso não a preservarmos, todos pereceremos.

inbound-marketing

A era do FLAT DESIGN na web

e-commerce

A ERA DO FLAT DESIGN na web foi oficializada pelo novo logo da GOOGLE, lançado em 1º/SETEMBRO/2015. FLAT DESIGN é o estilo de design que domina a internet hoje. Em oposição à tendência anterior, que era o design tridimensional, com transparências, efeitos de iluminação e reflexos, para um resultado hiper-realista, este novo estilo é chapado, sem perspectiva e minimalista. As paletas tem tons pastéis, com textura fosca, ou cores claras, conhecidas como tons “bebê” e ainda as cores vivas e muito contrastantes, próprias para desenhos infantis. Independente da paleta escolhida, o resultado final do FLAT DESIGN sempre irá sugerir um universo infantil.

Windows 8

O Sistema Operacional da Microsoft WINDOWS 8 adotou este estilo em sua interface, e isso certamente ajudou a estabelecer esta tendência mundial, como a onda AIR, dos efeitos tridimensionais e transparências, foram difundidas pela versão anterior do Windows, o SEVEN. Porém, acreditamos que esta onda do FLAT DESIGN nasceu dos aplicativos para celulares. A maior incidência de acessos à internet hoje ocorre através de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, o que faz com que a WEB sofra forte influência daquilo que é desenvolvido para atender as necessidades deste tipo de usuário.

Smartphone

Os ícones e interfaces dos aplicativos tiveram que ser reformulados para serem leves e mais eficientes devido á velocidade da internet e a resolução das telas dos dispositivos móveis. Muitos efeitos e luminosidade excessiva prejudicam a visibilidade e a leitura das informações nos dispositivos móveis. A característica chapada (FLAT), as paletas foscas e figuras minimalistas tornam a leitura das informações mais fácil e confortável aos olhos que necessitam identificar rapidamente, através de um pequeno ícone, aquilo que procuram em uma pequena tela, geralmente usada na luz do dia.

flat icon

Essa linguagem desenvolveu-se para conforto e eficiência da leitura das informações em telas pequenas. Os brilhos, transparências e reflexos do estilo AIR tornaram-se em um transtorno para os olhos que querem fugir do brilho, do reflexo da luz e da transparência já excessivos na própria tela do dispositivo móvel. Ícones hoje são a principal linguagem digital, a informação condensada em uma pequena figura que mostra ao usuário onde está o que ele precisa. Portanto quanto mais confortável aos olhos, direto e eficiente na comunicação melhor, pois são os caracteres de uma nova linguagem, a comunicação digital.

software interface

O mesmo ocorreu com as interfaces dos aplicativos e softwares, e acompanhando a tendência FLAT, o DESIGN RESPONSIVO também tornou-se indispensável para viabilizar a navegação através de dispositivos móveis. As interfaces responsivas adaptam-se de modo inteligente a qualquer tamanho de tela, sem quebrar as informações ou gerar incompatibilidades com as diferentes resoluções destas telas. Isso exige mais eficiência funcional e objetividade no design, e mais leveza para não gerar sobrecarga em sinais mais lentos, usados na maioria dos mobiles.

long-shadow-icons

Talvez para quebrar um pouco este resultado chapado e diminuir o grau minimalista do FLAT DESIGN surgiu a tendência LONG SHADOW, que cria um sobretom na paleta, produzido pela sombra do objeto sobre o fundo, além de dar um pouco de profundidade no design. Os ambientes sempre sugerem temas infantis, as cores são foscas mesmo quando são vibrantes, e quase sempre as sombras, longas ou não, estão presentes para produzir algum efeito de profundidade e colocar um tom a mais na paleta de cores.

flat design

Bni0vRNIMAMn_rG

GREVES paralisarão o Brasil durante a COPA da FIFA

Todos os setores estão gradativamente entrando em greve e até o início da COPA da FIFA o Brasil irá parar. As policias Federal, Civil e Militar podem estar articulando uma GREVE NACIONAL durante a Copa. É certo que isoladamente estão trabalhando para a mobilização nacional com o objetivo de promover uma greve, já declarada oficialmente ILEGAL. O que ainda não temos a confirmação é se os três segmentos estão articulando entre si para sincronizar suas greves. Os primeiros rumores  da greve da Polícia Federal surgiram  no Rio de Janeiro no início de 2014.  No dia 14 de maio o Superior Tribunal de Justiça vetou o direito de greve da Policia Federal durante a Copa, que seria MAIS UMA GREVE em meio às greves que já se tornaram generalizadas em todo o território nacional.

Não ocorreu uma mobilização central para articular estas greves, mas os setores viram na aproximação da data do início dos jogos da Copa da Fifa uma oportunidade de maior visibilidade para seus protestos, e de modo espontâneo estão PARALISANDO O BRASIL, gradativamente, desde abril de 2014. O que acontece, de fato, é que o Brasil está parando na medida em que se aproxima o início da Copa do Mundo. A Greve dos Professores paralisou a Av Paulista no dia 13 de maio, com a participação de 9 mil profissionais, dois dias antes do Protesto Nacional contra a Copa, ocorrido em 15 de maio nas capitais que irão sediar os jogos, se é que eles acontecerão.

Bni0vRNIMAMn_rG

Não é possível documentar aqui todas as paralisações e greves ocorridas recentemente e as que estão marcadas para acontecer durante a copa. Talvez a greve mais significativa agendada para junho seja a greve dos metroviários de São Paulo. Os funcionários do metrô da maior cidade da América Latina, a quarta maior cidade do mundo, deram ao governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a opção de isentar os usuários de pagamento da passagem, o passe livre, ou “CATRACA LIVRE”, para evitar a paralisação das linhas do metrô e transtorno para os trabalhadores. A proposta foi recusada pelo governador, alegando “Não haver necessidade de greve, pois as negociações estão em andamento” porém, a categoria pede reajuste salarial de 35,47% e receberam do Tribunal Regional do Trabalho a proposta de acordo de apenas 9,5% , rejeitada pelo sindicato, e, em Assembléia, a greve já foi agendada para 5 de julho.

metroviarios620

 Os Servidores Públicos do Itamaraty paralisaram as representações diplomáticas do Brasil em Nova York, Atlanta, Los Angeles, Hartford, São Francisco e Houston, nos Estados Unidos; os consulados de Londres, Montreal, Frankfurt e Bruxelas; o consulado e a embaixada em Paris, e a embaixada em Berna, que ficaram paralisadas por 48 horas, também a partir de 13 de maio. Neste dia a Embaixada brasileira em Berlim foi apedrejada  por um grupo de encapuzados, tendo um movimento de esquerda assumido a autoria do ato.

12mai2014---a-embaixada-do-brasil-em-berlim-alemanha-foi-alvo-de-ataque-na-madrugada-desta-segunda-feira-12-por-volta-das-11h-um-grupo-de-esquerda-nao-identific

No próximo dia 21 de maio haverá a paralisação da Policia Civil, Federal e Rodoviária em 13 estados brasileiros,  mesmo tendo sido vetado seu direito de greve. Existem 16 policiais militares presos hoje no Rio de Janeiro por estarem articulando a adesão INCONSTITUCIONAL da Policia Militar nesta greve. Não acreditamos que seja possível impedir que os policiais DESOBEDEÇAM ao veto de seu direito de greve e acreditamos que na próxima quarta-feira o Estado brasileiro levará um SUSTO. Eles vão testar sua capacidade de mobilização nacional e irão certamente ficar preparados para cumprir com sua promessa de parar o Brasil durante a Copa da Fifa.

Risco-de-greve-na-Policia-Civil-size-598

Se existe uma categoria de trabalhadores que pode intimidar os Governos Estaduais e Federal, esta categoria é a de policiais. Dificilmente poderão ser intimidados ou punidos por exercer seu direito de greve, como qualquer trabalhador deveria ter, se é que a Constituição ainda tem algum valor no Brasil. Ficaremos no aguardo para saber até que ponto essa articulação da Policia pode ser uma manobra eleitoral da extrema direita, pois em um ano de eleições para Presidente, vale tudo. O certo é que, independente da atitude dos policiais de desobediência e afronta ao Estado, as outras greves dos diversos segmentos que vem ocorrendo, e certamente aumentarão daqui até o início dos Jogos da Copa, vão parar o Brasil durante a Copa da FIFA.

10409285_710325375682096_1338273192207029681_n

Encerramos com o vídeo que mostra o processo de desapropriação e desalojamento e remoção de famílias desde 2012. Todos os esforços, denuncias e protestos feitos na ocasião de cada remoção foi inútil diante dos interesses envolvidos em detrimento dos direitos humanos. Não sabemos o que será de nossa nação até o térmno dos MEGA EVENTOS ESPORTIVOS, porque ainda nos aguardam os JOGOS OLÍMPICOS e não sabemos o que restará de nossa nação até lá.

Capturar

A luta pela apropriação da causa indígena no Brasil

Há uma luta pela apropriação da causa indígena no Brasil, em várias regiões do país, travada por oportunistas. Oportunistas são a pior espécie de criatura. Eles farejam situações onde existem desvalidos, desamparados, excluídos, pessoas que não tem a quem recorrer para defender seus direitos, e se apresentam a elas como seus salvadores, seus benfeitores, como os seus heróis. Quando fazem isso, é porque já tem em mente algum  projeto para tirar proveito daquela situação em benefício próprio, já arquitetaram um modo de se promover, ou de ganhar dinheiro, espaço na mídia, tornar-se uma celebridade ou algo assim. Infelizmente muitos deles estão entre os próprios indígenas, levando-os a crer, em sua ingenuidade, que serão conduzidos para uma solução, para um desfecho de seus problemas, mas na verdade são conduzidos a andar em círculos.

Capturar

Acabo de testemunhar uma reivindicação absurda de DIREITOS EXCLUSIVOS DE EXIBIÇÃO do filme acima, CUJO CÓDIGO para inserí-lo em qualquer página da web, além das opções de enviar por e-mail ou até mesmo fazer download, está disponível no o site da CÂMARA DOS DEPUTADOS. O reivindicante diz-se dono de direitos garantidos por um CONTRATO com o site da CÂMARA DOS DEPUTADOS, que dá direitos exclusivos de reprodução. Isso ocorreu no conhecido blog Combate Racismo Ambiental de Tânia Pacheco, que muito contribui para denúncia e artigos sobre questões de exclusão social de minorias e devastação ambiental, que conta com colaboradores de peso como Telma Monteiro e outros ativistas conhecidos, militantes em defesa das causas sócio-ambientais.

Uma semana depois de ter postado este vídeo aqui, o dito detentor dos direitos me ligou, pedindo para removê-lo. Disse que estava pedindo educadamente que tirasse para que não fosse forçado a me acionar judicialmente, porque teria PERDAS FINANCEIRAS, devido a um contrato que ele tinha assinado com alguém, cedendo exclusividade de exibição. E assim o assunto vai rendendo bastante no bolso de alguns, certamente não em benefício de TODOS os índios. Atendi o pedido, mas acreditem, ninguém perdeu grandes coisas…

Texano na Amazônia

Mas nada se compara ao cowboy texano que tem a CARA-DE-PAU de se apresentar como “O Salvador da Amazônia”. Trata-se de John Cain Carter que veio direto da guerra do Iraque para a fazenda de seu sogro, onde esteve ao lado  dos fazendeiros que contratam pistoleiros para extermínio dos moradores da região do Alto Xingú. Ele hoje administra a ONG Aliança da Terra em um confortável escritório comercial em Goiânia, conforme relata neste artigo de PLANETA SUSTENTÁVEL . Embora tenha enfrentado índios e toda espécie de confrontos territoriais característicos daquela região, ele alega que só desistiu de sua fazenda por causa de um quase bem sucedido ataque de cascavel à sua filha que na época era um bebê.

Ele garante que ensina aos fazendeiros a monitorar a devastação e a produzir de modo “sustentável” naquela região, onde está a maior floresta do planeta, onde é impossível fazer QUALQUER INTERVENÇÃO sem causar um impacto desastroso. Ele se coloca como um ativista que defende a Amazônia, enquanto promove o projeto do Estado que propõe o MONITORAMENTO do DESFLORESTAMENTO da “Amazônia Legal” – PRODES . O cowboy está preparando um livro onde relatará suas experiências na Amazônia, e garante que será um best-seller. Certamente espera fama e dinheiro, visibilidade na mídia e mais projeção para seu trabalho de assessoria e suporte para a política totalitária que o Estado vem implantando nas regiões de conflito, como documenta o vídeo abaixo.

Encerramos com o documentário AMAZÔNIA, UMA REGIÃO DE POUCOS, sobre como jornalistas e ambientalistas foram recebidos pelos fazendeiros da região do Rio Preto, no noroeste do MATO GROSSO, onde uma comunidade indígena, que recebe suporte do GREENPEACE, pediu ajuda para negociação da questão da demarcação de suas terras com os fazendeiros. É este o cerco impenetrável que é feito em torno dos territórios indígenas, onde os donos das terras demarcadas ficam ilhados, sendo intimidados, espoliados, roubados, invadidos, violados de todas as formas. Quando pedem ajuda, quem deseja chegar até eles para REALMENTE SOCORRÊ-LOS, esbarra nesta blindagem, que conta com a conivência do ESTADO e das autoridades locais. Vídeo compartilhado por JESUS YBARZO .

1378283_579116532123877_1455518079_n

Campanha internacional contra o PLP 227/2012

A E-DITORA buscou suporte do grupo #ChangeBrazil para produzir uma Campanha internacional contra a PLP227/2012, através de vídeos explicativos do ABSURDO INCOSNTITUCIONAL que está tramitando no Congresso Nacional. Este Projeto de Lei Complementar visa contruir barragens, estradas, implantar projetos de toda natureza nas terras indígenas brasileiras, sem que os seus donos, is índios, tenham que ser consutados.

Em sua última tentativa de votação para aprovação da PLP227 em CARÁTER DE URGÊNCIA na Câmara dos Deputados, no dia 16 de julho de 2013, o Brasil manifestou-se CONTRA este ato incostitucional do Governo Brasileiro através das Redes Sociais, num “twitaço” através da hashtag #GolpePLP227NAO alcançando 3º lugar nos trends mundiais do Twitter, com mensagens diretas para os perfis dos parlamentares participantes da comissão, na hora em que estavam reunidos, dizendo, entre outras coisas, que a lista dos presentes na votação seria publicada nas Redes Sociais e que eles jamais seriam eleitos novamente, para nenhum cargo público.

 

O então Presidente da Comissão em reunião naquele momento, deputado HENRIQUE ALVES (PMDB/RN) determinou que o Projeto de Lei Complementar em votação fosse retirado do caráter de urgência, e que fosse convocada uma Comissão para a consulta dos indígenas em relação a medida. Desde então a PLP227/2012 encontra-se em trâmite no Congresso Nacional.

1378283_579116532123877_1455518079_n

 

A E-DITORA está inscrita no site da Câmara dos Deputados para acompanhar o trâmite da PLP227 desde então. Cada vez que o Projeto de Lei se move no Congresso, nós recebemos um boletim por e-mail.  Nada ainda foi acrescentado ao Projeto, apenas foi encaminhado a uma Comissão de Direitos Humanos. Estamos aguardando e acompanhando de perto por onde anda a PLP227. Nós não somos Anonymous, mas não esquecemos, e não perdoamos crimes contra a constituição Brasileira, ou contra os nossos pais, as nações indígenas do Brasil.

existepoliticaalemdovotoavatarredondo_large

Eleições 2012 – 7 de Outubro

CLIQUE NA IMAGEM

Antes de falar das Eleições 2012, queremos ressaltar que o OCUPA SAMPA foi o movimento que mais rapidamente digeriu a idéia do RISE UP GLOBAL no Brasil. Em seguida o Ocupa Rio e Ocupa Salvador alinharam-se, tem-se fortalecido e atuado de maneira esplêndida cada um em sua região.  Acontece que o  movimento em São Paulo, ao manter sua resistência desde o primeiro acampamento em 15 de outubro de 2011, que foi levantado embaixo do VIADUTO DO CHÁ, no Vale do Anhangabaú, e lá permaneceu até ter alcançado seus objetivos, sem mudar de local, sem dispersar, já sinalizava que antes de ir pra rua, havia fortalecido suas bases. Eles sabiam exatamente o que estavam fazendo, dava pra perceber pelas assembleias e pela maneira que conseguiram incorporar os indígenas que estavam em SAMPA na ocasião, juntando-se a eles nos protestos contra BELO MONTE, na paulista. Temos tudo isso registrado aqui na Revista, em tempo real nos nossos posts daquela data, e não esquecemos dos desafios que enfrentaram os acampados contra a violências das ruas e dos policiais. Você pode acessar este post através do link acima, com a data do ano passado.

CLIQUE NA IMAGEM abaixo para saber PORQUE NÃO VOTAR

Em um ano o movimento amadureceu e só se fortaleceu, a ponto de nos oferecer, já para as eleições de 2012 uma versão adaptada à nossa realidade política e legislação eleitoral do movimento NO LES VOTES que é extensão da DEMOCRACIA REAL YA de Madrid, articulados às lideranças da ACAMPADA SOL. Sabemos que os brasileiros ainda levarão algum tempo para assimilar essas informações, que existe um processo de assimilação e integração, mas o OCUPA SAMPA pode dizer que está sincronizado com o movimento RISE UP GLOBAL , e nós afirmamos que essa moçada não fica devendo nada para os ativistas dos países do primeiro mundo.  Disponibilizamos para encerrar, A CARTILHA de A OUTRA CAMPANHA, trabalho de base feito no meio estudantil, que certamente mostrará seus frutos na ocasião das próximas eleições presidenciais. QUEM VIVER VERÁ…

547878_201460966644081_2143068716_n

PARA CONSTRUIR BELO MONTE VÃO TER QUE NOS MATAR!


A resistência ao projeto que pretende transformar a Bacia do Xingú em um gigantesco complexo gerador de energia, há 23 anos chamado de KARARAÔ e agora entitulado BELO MONTE, comomera seus 23 anos de ativismo. XINGU+23, evento paralelo ao RIO+20, realizado em ALTAMIRA/PA, ocupou o canteiro de obras da barragem e cavou uma vala, por onde a água do rio vazou. Foram celebrando rituais sagrados no local, como também na CÚPULA DOS POVOS, evento paralelo ao evento “oficial” chamado RIO+20, realizado na cidade do Rio de Janeiro.


Todas estas manifestações tem fundamento na cultura e filosofia dos povos e nações da região do rio Xingú. Ocorre que estes costumes tem sido preservados e acrecidos de informação atualizada sobre os direitos que eles tem, como proprietários ou guardiões de um Ecosistema que contém, talvez, a maior reserva de recursos e riquezas do planeta. Eles tem consciência da dimensão exata de sua responsabilidade, e não pretendem abrir mão dela.

Este projeto, mais do que extrair energia elétrica do complexo hidrelétrico de 60 BARRAGENS programados para TODA A BACIA DO XINGÚ, pretende eliminar esses povos, exterminá-los. Eles não cedem, não fazem concessões, não se corrompem, não traem uns aos outros, não se vendem. Eles são um verdadeiro pesadelo, são o grande imprevisto dos mandatários de nossos “governantes”, que são apenas representantes daqueles que de fato pretendem apropriar-se de nossos mananciais. Eles não contavam que justamente esta cultura, celebrada e apresentada nas manifestações e atos de ativismo da resistência contra o projeto, é uma cultura de guereriros, com um código de ética e conduta que nada tem de aborígene.

Ao contrário… Faz com que sejam organizados para sobreviver dentro da floresta e fortes para vencer os obstáculos que ela apresenta. Usando os fundamentos de sua cultura eles são um conglomerado humano, organizados como formigas tornam-se gigantescos em sua unidade. Não se sujeitam a nenhuma autoridade que não sejam as suas lideranças, eles sabem exatamente contra quem e contra o que estão lutando, e porque. Não poderão mais dizimá-los aos poucos, de maneira sistemática como vem fazendo, desde que assassinaram CHICO MENDES, até a recente execução de NÍSIO GOMES, para que seus crimes não tenham muita repercussão, e se percam na passagem do tempo. Raoni não chorou em vão diante da impunidade dos genocidas e ecocidas que tem simplesmente assolado as nações, humilhado seus valores e  abalado seus fundamentos. Raoni não chorou em vão. Suas lágrimas misturaram-se às águas do Xingu e infiltraram-se em nosass veias, como um poderoso estimulante acelerador dos nossos neurônios. Despertamos e emergimos. Não nos entregaremos. Nós não esquecemos nossos heróis mortos. Nós não perdoamos. Nosso cacique chorou!

rp_6322244255_bc3b7183bf.jpg

EXÉRCITO EM ARMAS CONTRA A SOCIEDADE CIVIL em BELO MONTE!

Untitled
Com o exército armado nas ruas. a pretexto de “escoltar” as autoridades representates deste governo predatório, o exército brasileiro está apresentando armas contra a Sociedade Civil em Altamira/PA. Os mandatários desta intervenção criminosa apresentam argumentos mal estruturados e frágeis, que logo se diluem em contradições diante do questionamento da Sociedade Civil, que tem estado presente, junto ao Ministério Público do Estado do Pará, para apurar as irregularidades e arbritrariedades do Governo Federal, que tem isentando de resposabilidades e tolerado todo tipo de abusos cometidos pela empresa responsável pela execução do seu projeto. Chamado KARARAÔ na época da ditadura militar e agora, BELO MONTE, este projeto veio comprovar que Dilma Roussef lidera um governo mais fascista que a própria Ditadura Militar, que, na época, não conseguiu implantar o projeto devido à resistência das lideranças militantes da região. Há um dossiê completo, que remonta de registros feitos ao longo DE 10 ANOS pelo Procurador da República do Pará, Dr. Prof. Felício Pontes Jr, postado em seu blog BELO MONTE DE VIOLÊNCIAS.

Se você quer saber de fato o que tem se passado em Altamira nessses 23 anos, relatado, não por um ativista ou manifestante, mas por uma autoridade do Poder Judiciário e mestre em Teoria do Estado e Direito Constitucional pela PUC-Rio, click no link que está no nome do blog do Dr. Felício Pontes, com tempo para leitura. Ai está TODA A VERDADE, não o que a mídia fala, ou o que dizem os “formadores da opinião pública” os mesmo que colocaram esses predadores no governo.

DSCN7227A Sociedade Civil está organizada lutando há mais de 20 anos, orientada por algumas lideranças que tem sofrido perseguição, ameaças de morte e alguns tem sido de fato assassinados, de CHICO MENDES  a NÍSIO GOMES. As famílias dos líderes exterminados tem sido assoladas, ou tem procurado exílio em países sensibilizados com a causa dos que lutam para defender a preservação da Amazônia e acabam necessitando de asilo em outra nação, para não ser exterminado em solo brasileiro.

Foto: Eduardo SeidlNão é falta de organização ou incompetência das lideranças, não é falta de recursos, pois temos feito manifestações em frente a instituições internacionais, em diversos países, durante esses quase 25 anos. As autoridades tem sido solicitadas a receber e negociar com as lideranças, toda a documentação necessária para os embargos e denúncias públicas tem sido encaminhada de forma satisfatória.

_TLD1969Mas os crimes continuam e progridem. Crimes de todo tipo: Assassinatos, desapropriação indevida, decurso de prazos e mudanças deliberadas de datas para entrega de relatórios de atendimento das CONDICIONANTES, irregularidades nas contratações e condições de trabalho para os funcionários, negação do direito legal de greve nas instalações da ELETRONORTE, fechamento do local para a imprensa independente, entre tantos outros.

Simplesmente nenhuma medida legal detém os crimes. A grave ameaça à população ribeirinha e aos povos nativos da região do rio Xingú é uma afronta à Sociedade Civil, não só brasileira, mas em todo o mundo. É uma prova de que os recursos legais, que são as ferramentas para fazer valer nossos direitos, são fictícios, e ao longo de seu trâmite acabam engavetados em alguma sala dos prédios de Niemeyer, no Planalto Central.

Foto: Verena Glass

Isso deveria ser motivo mais do que suficiente para que o povo brasileiro se sentisse ofendido, já que pagamos os impostos mais caros do planeta, pagamos os salários mais altos do mundo aos nossos políticos e, não obstante, ao seguirmos as regras de encaminahmento das documentações junto ao Ministério Público para fazer valer nossos direitos de cidadãos, fazer uso de nosso poder de decisão sobre nosso próprio patrimônio, eles nos olham com um ar de deboche, porque acreditamos nas instituições e respeitamos as leis, seguimos as regras e pagamos impostos. Nossos interlocutores zombam de nós, justamente por isso, porque eles não fazem o mesmo. As leis servem apenas de entrave para nós, enquanto eles as desprezam impunemente.

É um jogo desigual, de cartas marcadas, onde à Sociedade Civil são impostos todo tipo de regras com suas penalidades, mas os governantes estão isentos delas, eles são imunes e tornam imunes também aos que servem aos seus propósitos. Veja as dimensões do patrimônio que está sendo depredado, expoliado, roubado. A maior reserva de recursos naturais do planeta, 1/5 da água doce do planeta Terra está aqui. É seu, é nosso! Estamos lutando para preservar tudo isso. E você?

Tuira

XINGU+23 anos de resistência contra BELO MONTE

Não, não é de hoje! Xingu+23 comemora o Iº ENCONTRO DOS POVOS INDÍGENAS DO XINGU,  que aconteceu em Altamira, de 20 a 25 de fevereiro de 1989. Aconteceu lá muito mais do que isso.  A histórica atitude da índia Tuíra Kaiapó, ao tocar com a lâmina de seu facão o rosto de José Antonio Muniz Lopes, então Diretor da ELETRONORTE, expressava o sentimento de uma nação inteira, já naquela época, a respeito do projeto antes chamado KARARAÔ,  que hoje chama-se BELO MONTE. A célebre foto de Tuíra ganhou fama mundial, chamou a atenção do mundo para os crimes cometidos em todo aquela região, incluindo assassinatos como o de CHICO MENDES,  ocorrido apenas 2 meses antes deste encontro.

De CHICO MENDES a NÍSIO GOMES, quase 25 anos depois, os assassinatos continuam. O mundo inteiro toma conhecimento, muitos se dizem indignados, mas ninguém impede, assim como ninguém remove a CHEVRON das águas brasileiras, nem da amazônia equatorenha. O que será necessário para que haja uma intervenção? Se somos exterminados mesmo lutando e denunciando, o mundo torna-se cúmplice e conivente com os crimes.

Chevron no Equador

Nem mesmo assim nossa gente é levada a sério. Uma mulher guerreira é vista como aborígene. Uma atitude corajosa é vista com ar de deboche e ridicularizada, por aqueles que executam as ordens dos criminosos e julgam-se acima da verdade, da justiça, e até mesmo do bom senso. Alguém poderia rir diante de um ato desesperado como o de Tuíra Kaiapó? Ocorre que a bossalidade é um traço comum da personalidade de quem não tem princípios, não tem consciência, não é dono de si mesmo, nem tem identidade. Esses não tem pelo que lutar, apenas fazem tudo para agradar aos donos de suas almas e de seus pensamentos, os que dizem a eles o que devem sentir e dizer, em troca de um salário miserável, ou das sobras de seus coronéis. Estes são pior do que os próprios coronéis, porque não são nada! Nem são os VERDADEIROS RICOS,  donos das riquezas que os ladrões querem roubar, nem são donos do produto de seu roubo.

LibertyKaiapó

Vendem-se por algumas migalhas, e ( digam-me o motivo), olham com desprezo para os verdadeiros donos das riquezas cobiçadas, saqueadas, usurpadas, isso desde que os espanhóis e portugueses invadiram nossas terras para entregar nosso patrimônio aos seus credores, os ingleses. Quase 25 anos depois, a mesma Tuira Kaiapó continua enfrentando seus inimigos, ainda sentados atrás de uma mesa, mas agora representados por outras pessoas. Eles mudam de cara, mas não Tuira.

Não é por falta de atitude, nem por falta de medidas legais ou intervenção do Ministério Público em favor dos direitos desses povos que estamos assistindo HÁ QUASE 1/4 DE SÉCULO essa devastação desmedida. As lideranças dos povos indígenas da amazônia são muito bem organizadas e atuantes diante das autoridades nacionais e internacionais. Se assim não fosse a devastação já teria sido muito maior. A questão não é apenas ecológica. Estamos falando de genocídio, extermínio humano, destruição de culturas e conhecimento, causando a extinção definitiva de espécies de seres vivos de todos os reinos: vegetais, animais e humano. A VIDA está sendo extinta para que alguns poucos sirvam-se dela. É crime hediondo, é chacina e genocídio em massa.

Quantos ribeirinhos ao longo dos cursos dos rios Xingu, Amazonas, Araguaia e Tocantins tem sido vítimas das mesmas histórias trágicas. Não são apenas os descendentes dos nativos brasileiros que são assolados. As populações ribeirinhas, os pescadores, pequenos extrativistas e agricultores tem sido perseguidos, enganados com falsas promessas de indenizações para que saiam de suas terras, e quando não aceitam, são simplesmente executados! O crime é contra a SOCIEDADE CIVIL.  Nós temos sido desrespeitados, enganados, manipulados por mídias corporativas que trabalham para defender os interesses dos mesmos mandatários, e estes não são políticos. Os políticos apenas entram no jogo para tentar conduzir a Sociedade Civil e evitar que ela se levante contra seus opressores. Eles trabalham para conduzir a opinião pública a ser favorável e consentir nestes descalabros, na ilusão de que irão ter também algum benefício com isso. Não terão. O arroxo é cada vez maior e a escassez acaba chegando até as classes mais abastadas. A faixa de exclusão social é cada vez maior e as periferias convertem-se em comunidades cada vez mais populosas.

Este artigo é para falar do encontro que haverá em Altamira/PA, do dia 13 ao dia 17 de JUNHO próximo, que será comemorativo aos 23 anos do  Iº ENCONTRO DOS POVOS INDÍGENAS DO XINGU, e será PARALELO AO RIO+20, um protesto contra ele. Escolhi a imagens de Antonia, entre todo o material de divulgação do XINGU+23, porque ela é como a índia Tuira, representante da Sociedade Civil como um todo, tentando acordar o nosso povo sobre a realidade do que se passa em solo brasileiro. Em Altamira, estes trabalhadores, que não tem acesso fácil à internet ou à mídia corporativa, estão organizados, unidos, atuantes, conscientes, e tem alguma coisa pelo que lutar. Estão integrados à realidade em que vivem e extremamente bem informados. E você?

CÚPULA DOS POVOS – OS 99% EMERGEM DAS PROFUNDEZAS

Emergindo das Profundezas - e-ditora
A primeira vez que vi essa foto de RENATO SOARES não consegui tirar os olhos dela. Lembrei de nadar em igarapés cristalinos como este, lá nessa região de Goiás e Mato Grosso. Lembrei de estar em algumas aldeias, conviver um pouco com os donos de “nossas” terras, acompanhar sua luta de perto. Estive também com os Guaranis da aldeia de KRUKUTU em Parelheiros, São Paulo, em 2003. Fui chamada por funcionários da FUNAI na ocasião em que os nativos de Krukutu expulsaram a médica que fazia atendimento no posto de saúde da aldeia. Ela não poderia mais entrar na lá, sob ameaça de ser punida fisicamente em caso de desobediência à ordem do cacique. Então disseram que só deixariam entrar lá alguém que pudesse ajudar o PAGÉ a cuidar dos problemas de saúde da aldeia, alguém que fosse aprovado por ele. Os problemas eram graves, incluíam casos de alcoolismo e suicídios de jovens. Não pude ficar muito tempo lá, embora tenha sido aprovada pelo Pagé e obtido bons resultados com acupuntura e orientação alimentar. A FUNAI pagou meu conbustível apenas nas 2 primeiras semanas, depois fiquei tentando receber deles, quando me comunicaram a decisão deles de não mais me reembolsar. Após 2 meses não tive condições financeiras de dar continuidade ao projeto. Foram, talvez, os 2 meses mais sofridos da minha vida. Foi certamente a despedida mais dolorosa de todas as muitas despedidas que vivi. Sofri muito durante várias semanas depois disso, demorou pra curar a dor.

Este vídeo anuncia o despertar destes povos, que começa a buscar por organização, pois tem algumas lideranças capacitadas para representá-los junto ao MINSTÉRIO PÚBLICO, nos fóruns e congressos de discussões dos assuntos que os afetam, QUANDO LHES É DADO VOZ E DIREITO DE REPRESENTAÇÃO. Existe um movimento de organização mundial das nações indígenas, um conselho mundial intertribal, mas suas lideranças mantém um certo revesamento entre si, por questões de segurança. No momento, há uma concentração em torno do líder brasileiro, o Cacique MARCOS TERENA, por ocasião do RIO + 20, evento que foi oficialmente destituido da condição de SER REALMENTE REPRESENTATIVO dos interesses dos povos em questão, e de não ter idoneidade para facilitar as discussões ou pautar assuntos gravíssimos, assuntos estes que vão muito, mas muito mais além de questões ambientais. Queremos discutir genocídio em massa, invasão e desapropriação armada de propriedade particular, abandono de incapazes, queremos falar sério, estamos cançados do teatro de sempre.

MARCOS TERENA - Cúpula dos Povos

MARCOS TERENA, que assinou a CARTA DA TERRA há 20 anos, no RIO-92, onde foi regsitrada a DECLARAÇÂO DA ALDEIA KARI-OCA,  destruida por um INCÊNDIO CRIMINOSO na ocasião do RIO-92, o que sensibilizou as Nações Indígenas de todo o mundo. Tratava-se de UM TEMPLO construido para abrigar a CONFERÊNCIA MUNDIAL DOS POVOS INDÍGENAS, um encontro paralelo ao Rio-92 entre Nações Indígenas de todo o mundo, construida a partir da utilização dos  segredos de engenharia e arquitetura das florestas. A KARI-OCA original foi construida na em JACAREPAGUÁ, através do compartilhamento de conhecimentos e cooperação entre 7 povos do Alto Xingu/MT e o povo TUKANO do Amazonas, tornando-se símbolo da resistência dos povos à tirania e ao genocídio de nosso povo.

No último dia 07 de maio, de Belém/PA, as lideranças indígenas declararam oficilamente que o evento paralelo ao RIO +20 considerado OFICIAL, onde as verdadeiras discussões dos assuntos pautados PELOS POVOS INDÍGENAS e por eles de fato discutidos será a CÚPULA DOS POVOS, que espera reunir 30 mil pessoas no ATERRO DO FLAMENGO, no Rio de Janeiro, até o fim do encontro, a realizar-se de 15 a 23 de junho. Veja os detalhes do evento no SITE OFICIAL da  CÚPULA DOS POVOS . No evento “oficial” do Rio+20 a “reedição” da aldeia KARIO-OCA está sendo montada, para que a conversação intertribal de todas as Nações Indígenas do mundo possa FINALMENTE acontecer. em Jacarepaguá, no mesmo ocal onde a original foi destruida, estarão reunidos cerca de MIL indígenas de aldeias de todas as nações do mundo, tais como Nigéria, Japão e Canadá, além do Brasil. Marcos Terena está no comando deste projeto, o que garante sua validade, ainda que esteja na agenda do evento “oficial”, o Rio+20. Seria um pedido de descupas? Não aceitamos.

KARI-OCA-Rio+20