Kirsten Sandberg

ONU exige que VATICANO entregue PEDÓFILOS à justiça.

65 Flares Twitter 0 Facebook 65 Google+ 0 LinkedIn 0 65 Flares ×

Na última quarta-feira, dia 05 de fevereiro a ONU denunciou publicamente o VATICANO por ter politicas protetoras aos pedófilos pertencentes à sua igreja, e exigiu que os entregue à justiça. O referido pronunciamento da ONU deu-se através de um relatório do Comitê sobre os Direitos da Criança, em que a ONU afirma que as medidas tomadas pelo Sumo Pontífice Jorge Bergoglio foram irrisórias diante da verdadeira dimensão do problema e suas implicações com redes de pedofilia e tráfico humano. Não foi a primeira vez que a ONU pressionou o Vaticano a respeito do assunto: na primeira quinzena de janeiro aconteceu a primeira pressão deste ano, à qual o Vaticano respondeu de modo evasivo.  VEJA MATÉRIA AQUI .  A resposta do Vaticano tem sido sempre a mesma: Os casos devem ser tratados separadamente em cada país. VEJA AQUI UMA DESTAS REPOSTAS PADRÃO DO VATICANO . Porém, pelo tom do ÚLTIMO RELATÓRIO DA ONU do último dia 5 de fevereiro, esse padrão deverá ser quebrado, pois tornou-se inaceitável, insufuciente e vago demais, diante de uma questão tão grave de dimensões gigantescas e sistemáticas. Caso vc não tenha acompanhado os escândalos que foram a verdadeira causa da renuncia de Bento 16, o papa alemão Joseph Ratzinger, pedimos que clique aqui: VATILEAKS e clique nos links que estão no artigo, incluindo o episódio do MORDOMO QUE ROUBOU OS DOCUMENTOS QUE O PAPA QUERIA DESTRUIR , para que conheça ao menos o pouco do que a midia divulgou sobre a verdadeira causa da renuncia de Ratzinger.

A par do que a midia informou acerca desses acontecimentos NO VATICANO, você estará apto a entender a relação entre esses fatos e a prisão de um homem inocente ocorrida em 9 de janeiro passado em Londres. O cidadão ingles foi preso SEM MANDATO e encaminhado a uma INSTITUIÇÃO PSIQUIÁTRICA, onde foi interrogado por UM ESQUADRÃO SECRETO da INTERPOL que age através de uma NOVA LEI ANTITERRORISTA, sancionada para prender manifestantes que protestam contra o governo inglês, contra a familia real britânica e celebridades. DAVID COMPAN foi preso juntamente com sua esposa, foram DROGADOS e levados INCONSCIENTES para uma instituição psiquiátrica, de onde só foram retirados devido aos outros ativistas do ITCCS terem monitorado o sequestro e identificado o local para onde foram levados. Veja o relato de David Compan à midia inglesa sobre o que aconteceu:

DAVID COMPAN é ativista do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado – ITCCS – que reuniu provas da ligação entre o VATICANO e a FAMILIA REAL para fornecer crianças para a REDE INTERNACIONAL DE PEDOFILIA e TRÁFICO HUMANO. O ENVOLVIMENTO DA FAMILIA REAL BRITÂNICA COM A PEDOFILIA e também de toda a elite inglesa é algo conhecido e amplamente divulgado pela midia internacional, porém o que o ITCCS fez foi muito mais do que divulgar. Convocou um tribunal para avaliação e registro de depoimentos de testemunhas que são sobreviventes dos crimes cometidos contra crianças recolhidas nas ESCOLAS RESIDEINCIAIS DO CANADÁ, instituição que RETIRAVA CRIANÇAS DE FAMILIAS INDÍGENAS para aculturação. Veja os detalhes da CONDENAÇÃO DO PAPA, DA RAINHA DA INGLATERRA E DO PRIMEIRO MINISTRO CANADENSE a 25 anos de prisão, em março/2013, através daquele Tribunal de Common Law em nosso post, relatando a ligação desta AÇÃO DIRETA do ITCCS com a renúnica de Ratzinger. Um esquadrão especial trabalhou de modo sistemático para destruir tudo o que foi publicado pela mídia sobre este HOLOCAUSTO CANADENSE, praticado AO LONGO DE 100 ANOS.

A militância quase suicida de Kevin Annet e seus colaboradores em vários países tem PRESSIONADO as instituições a se posicionarem com relação às evidências apresentadas, provas e relatos detalhados de sobreviventes que são recolhidos pelo ITCCS tem dado suporte à polícia para dar continuidade a investigações que são sempre misteriosamente interrompidas, ou seus acusados recebem algum tipo de favorecimento em juris comandados por pessoas envolvidas nesta rede, que movimenta hoje MUITO MAIS DINHEIRO DO QUE QUALQUER ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ligada a armas, drogas ou prostituição. A indústria de SNUFF MOVIES, como são conhecidos os vídeos caseiros produzidos em sessões de estupro, tortura e ASSASSINATOS HEDIONDOS, em rituais satânicos ou não, é hoje a indústria que movimenta a maior quantidade de dinheiro no mundo, e quando as vítimas são crianças, seu valor se torna incalculável. Esses vídeos são comprados somente por pessoas poderosas, pois custam uma verdadeira fortuna. Por terem vasado na DEEP WEB, foi feita uma campanha de que SNUFF MOOVIES são uma lenda, que isso NÃO EXISTE, e os que existem são FAKE (produzidos por efeitos especiais). É sempre assim que se mantem a opinião das massas sob controle.

Além disso, esta REDE DE TRÁFICO HUMANO destina-se a FORNECER CRIANÇAS PARA PEDÓFILOS como escravos sexuais e também para rituais sacrificiais, que existem em muito maior numero do que se imagina, e são mantidos sob a proteção das mais altas autoridades mundiais. Todas as denúncias sobre isso são rebatidas com ironia, ativistas que denunciam e reunem evidências contra esse perigoso cartel são perseguidos, se possível desacreditados e ridicularizados, declarados loucos ou até mesmo mortos.  Falar sobre histórias de pessoas que “comem criancinhas” faz com que você se torne alvo de BUILING e motivo de chacota, ou seu discurso é confundido com discursos fanáticos de religiosos fundamentalistas e conservadores. Tudo isso é produto da ENGENHARIA SOCIAL, que providenciou para que a opinião das massas fosse formada desta maneira. Se o assunto fosse tão imbecil, Mr KEVIN ANNETT não seria forçado a dar esta entrevista coletiva à impensa, há dois dias, em 7 de fevereiro, NA CALÇADA EM FRENTE AO CONSULADO CANADENSE em New York City, para prevenir qualquer atentado contra sua vida:

E aqui está a tradução, na íntegra, do que decalra Mr KEVIN ANNETT nesta entrevista coletiva:

Assessoria de Imprensa do Rev. Kevin Annett – sexta-feira, 7 fevereiro, 2014 em Nova York

“Olá e bem-vindo. Meu nome é Kevin Annett e eu sou o Secretário de Campo do Tribunal Internacional para Crimes de Igreja e Estado, e seus tribunais comuns de justiça afiliados . Estou aqui hoje em nome do Tribunal para fazer vários anúncios importantes.

Esta semana, a Organização das Nações Unidas divulgou um comunicado inexequível sobre estupro e tortura de crianças pela Igreja Católica Romana, que não fez nenhum efeito para impedir esse enorme crime, e permitiu-lhe continuar. Por isso agora cabe aos povos do mundo deter os crimes do Vaticano, através de ação direta por meio de seus próprios tribunais de direito comum e métodos de aplicação, como começamos a fazer no ano passado.

Se as ONU estava falando sério sobre o combate ao estupro organizado e tráfico de crianças que é permitido e incentivado pela lei católica canon, deveria tratar o Vaticano como a organização criminosa que é, revogando o status diplomático do Vaticano na ONU e restringindo sua representação em suas comissões. Deveria incentivar todas as nações a acabar com as isenções fiscais para a Igreja Católica e revogar as concordatas financeiras, que encaminham ilegalmente bilhões de dólares dos contribuintes para o Banco do Vaticano. Deveria declarar a Incorporated Vaticano como uma organização criminosa transnacional no âmbito da Convenção das Nações Unidas, e trazer a tribunais civiis ações contra os sacerdotes estupradores de todas as crianças que os denunciam publicamente, juntamente com os altos funcionários da igreja que os protegem.

Mas as Nações Unidas nada fazem, habilitando a igreja a continuar seu reinado de terror contra NÃO APENAS DEZENAS DE MILHARES DE CRIANÇAS como afirma a Declaração das Nações Unidas, mas sim contra os MILHÕES DE VÍTIMAS INOCENTES.

A omissão das Nações Unidas a tomar medidas firmes contra os crimes da igreja católica é inexplicável e inconcebível à luz da revelação desta última segunda-feira, que a conspiração criminosa para ajudar estupradores de crianças foi ampliada pelo Vaticano em 2010 incluindo a Igreja ANGLICANA, o que implica a conspiração do atual Papa Francis também.

Segunda-feira passada, a nossa organização revelou que em 16 de setembro de 2010, o Vaticano e a coroa de Inglaterra, através de seus diretores, entraram em uma conspiração criminal formal para o tráfico de crianças e para ajudar e estimular estupradores de crianças em todo o mundo.

Essa conspiração ocorreu entre a rainha Elizabeth Windsor e ex-Papa Bento XVI, Joseph Ratzinger, no Castelo de Holyrood (Santo Crucifixo) em Edimburgo, onde, como condição da fusão da Igreja Anglicana e da Igreja de Roma, a rainha concordou em colocar todos os anglicanos sob a notória lei católica conhecida como CRIMEN SOLLICITATIONAS. Esta lei exige que todos os estupros de crianças sejam encobertos dentro da igreja, obstruindo assim a justiça e as leis soberanas de todos os países do mundo em que o catolicismo ou o anglicanismo atuam, incluindo os Estados Unidos e Canadá.

O atual Papa Francis, Jorge Bergoglio, não só ocultou essa conspiração, mas recentemente foi acusado por uma testemunha-chave da organização do tráfico de filhos de presos políticos na Argentina, durante a ditadura militar de lá. (VEJA A ÍNTEGRA DOS DOCUMENTOS SOBRE ESTA TESTEMUNHA ABAIXO, ao final deste texto)

Terça-feira passada, com base nesses fatos, o Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado pediu ao Tribunal de Justiça Direito Comum, em Bruxelas, que Jorge Bergoglio, o Papa Francis, responda formalmente por cumplicidade no tráfico de seres humanos, incitando traição e crime, e subvertendo o direito das gentes através das políticas e ações de sua igreja. As audiências de abertura deste caso terá início, o mais tardar, segunda-feira 31 de março, 2014, depois que uma convocação pública seja feita a Jorge Bergoglio.

O Tribunal Internacional de Common Law também nomeará como réus neste caso as corporações da cidade de Londres e sua Coroa da Inglaterra, assim como o Vaticano e a Ordem dos Jesuítas. Essas EMPRESAS E SEUS FUNCIONÁRIOS serão nomeados como acessórios para um crime em curso contra as crianças do mundo enunciados na lei canônica católica conhecido como CRIMEN SOLLICITATIONAS e pelo contrato de Holyrood entre o Vaticano e a Coroa de Inglaterra.

Vou explicar porque esta entrevista está sendo feita em frente ao consulado canadense. Semana passada fui informado por um membro do Parlamento Britânico que o Conselho Privado da Coroa  da Inglaterra em Londres considera a emissão de uma ordem para o Governador Geral canadense e escritório do primeiro-ministro para manter-me preso para ser processado pelo que eles chamam de SEDIÇÃO.

Em outras palavras, posso ser acusado de TRAIÇÃO pela monarquia britânica sob as mesmas leis repressivas que alguns dos fundadores dos Estados Unidos e muitos de seus patriotas foram presos. E não sou o único alvo: três dos meus colaboradores mais próximos, na Inglaterra e no Canadá, foram recentemente presos e detidos sem acusações por terem falado sobre os crimes cometidos contra nossos filhos todos os dias pela Coroa e seus tribunais, todas sancionadas por Elizabeth de Windsor.

Foi a rainha Elizabeth que traiu seu próprio povo, violando as leis inglesas que ela jurou proteger, agindo a mando de uma potência estrangeira e colocando a Inglaterra sob a jurisdição da Igreja de Roma e sua matança de crianças, com suas políticas que subvertem as leis da Inglaterra, Canadá e toda a humanidade. SEDIÇÃO é o que Elizabeth de Windsor fez em 16 de setembro de 2010, quando, com a conivência do Papa Bento XVI ela exigiu que todos os anglicanos ajudem estupradores de crianças. Assim, ELA violou seu juramento de coroação, por isso, sob a lei britânica, ela e todos os seus herdeiros devem abdicar imediatamente ou ser removidos pelo Parlamento.

Não é por acaso que a minha  prisão foi ordenada pela Coroa na mesma semana que o Acordo de Holyrood finalmente foi revelado publicamente. Porem, nenhuma ameaça ou prisão de seus delatores podem mudar o fato de que o Vaticano e a monarquia britânica estão, juntos, cometendo crimes hediondos, pois não são simplesmente figuras individuais, mas estas instituições da Igreja e do Estado, como um todo, são entidades criminosas, e devem ser abolidas na raiz e ramos, para acabar com seu reinado de terror sobre nossos filhos.

Na verdade, a Coroa não tem mais nenhuma autoridade legal no Canadá ou na Inglaterra, para os órgãos criminais não têm autoridade legítima, nos termos da lei. Os mandados da Coroa, como os do Vaticano, são INVÁLIDOS. Somente quando uma nova República e Constituição forem estabelecidas no Canadá existirá qualquer sistema político legal no meu país. E assim faço um apelo a todos os americanos para nos ajudarem a alcançar as mesmos liberdades conquistadas por seu povo contra a Coroa Britânica em 1776. Se a luta por um país tão livre é considerada traição, então que assim seja.

E assim, finalmente, deixe-me anunciar que, no caso da minha prisão, detenção ou perseguição por qualquer agente dos governos do Canadá ou Grã-Bretanha, fui legalmente aconselhados a procurar asilo político nos Estados Unidos. Se eu fizer, será com um único objetivo: continuar no meu propósito dado por Deus de defender a vida e a liberdade de todas as crianças dos predadores em lugares altos, e deixar que a justiça flua como um rio e lave o mal e a corrupção do tempo presente.

Deixe-me dizer que eu estou esperançoso de nosso futuro e do nosso próximo julgamento de Jorge Bergoglio e o sistema que ele representa, pois é a partir de Londres até Roma que o sistema será derrubado. Devemos nos unir em novas relações sob a Lei Natural e purificar-nos do sistema penal que está destruindo o nosso mundo, os nossos filhos e nosso futuro. É assim que vejo o povo americano e a lei comum que nos une para defender todos nós neste propósito. Que Deus nos ajude permitir a liberdade a reinar, e aos nossos filhos para que tenham um futuro. Obrigado.”

Anteriormente foi publicado este vídeo, anunciando o depoimento de uma testemunha que conheceu JORGE BERGOGLIO na Argentina durante o regime militar, que será apresentada com evidência, até o final de março deste ano, na ação direta do ITCCS para prisão dos mandantes desta REDE INTERNACIONAL DE CRIMES contra crianças e tráfico humano.

Aqui está a tradução, na íntegra, das declarações de Mr KEVIN ANNETT sobre o depoimento da testemunha que comprova a colaboração de JORGE BERGOGLIO com o tráfico de crianças na Argentina durante a ditadura militar:

“Um ex-funcionário da junta militar argentina, que vive no exílio na Espanha, alega que Jorge Bergolgio, o “Papa Francis” participou da engenharia do seqüestro e tráfico de crianças de presos políticos durante a “Guerra Suja” dos anos 1970.

Este homem participou pessoalmente de reuniões entre Bergoglio e altos membros da junta militar que forneceu crianças a redes de tráfico usando orfanatos católicos e entidades religiosas como disfarce.

Um repórter espanhol que já entrevistou este ex-funcionário público argentino garante:
“Esse cara é genuíno e tem muitos nomes e datas, e as notas das reuniões. Aparentemente, foi prometido a Bergoglio o primeiro lugar na igreja argentina se ele colaborasse com aquela junta militar. Portanto, não é de admirar que, como o Papa, ele tenha dificultado mais ainda para os católicos honestos a denuncia de abuso de crianças, considerando-se a sua própria cumplicidade.”

Em notícia relacionada, uma fonte do Vaticano afirma que o ex-Papa Bento 16, Joseph Ratzinger, fez um acordo com a rainha Elizabeth como chefe da Igreja da Inglaterra para esconder estupro de crianças e o corpo das exterminadas, adoptando as disposições do direito canônico CRIMEN SOLLICITATIONAS.

O acordo foi feito no Castelo de Holyrood (Santo Crucifixo) em Edimburgo em 16 de setembro de 2010, durante a visita inédita do Papa a Inglaterra, naquele mês, a primeira visita da história papal à Inglaterra.

A aprovação desta lei pela rainha Elizabeth foi uma das condições para a Igreja de Roma absorver novamente a Igreja Anglicana como sua subordinada. A referida lei obriga todos os clérigos anglicanos a subverterem-se às leis de seus próprios países, protegendo violadores de crianças em suas fileiras, silenciando as vítimas e não dizendo nada à polícia sobre os crimes.

Papa Bento renunciou em 11 de fevereiro de 2013, seguido em agosto pela renúncia igualmente inesperada do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, que ajudou a intermediar o acordo de Holyrood.

O cancelamento da viagem da rainha Elizabeth ao Vaticano, em março de 2013 logo após a nomeação de Jorge Bergoglio como Papa Francis I foi ligado às novas preocupações do Papa de que o acordo Holyrood pudesse ser revelado.

“Papa Francis estava determinado a manter o acordo de Holyrood em secreto a qualquer custo por causa da sua própria imagem de “reformador” e seus planos para se entrincheirar ainda mais completamente pela lei da igreja CRIMEN SOLLICITATIONAS, o que ele REALMENTE fez em sua Carta Apostólica de 11 de julho”, afirma a fonte do Vaticano. que também decalrou:

“Uma das condições que Bergolgio impôs para ser feito Pontífice foi a demissão de Bertone, que poderia ligá-lo a Holyrood. Como um bom jesuíta, o Papa conhece bem o jogo de fingir uma coisa enquanto faz outra exatamente oposta”.

Em resposta a estas últimas revelações, o Tribunal Internacional de Common Law, em Bruxelas, dá andamento a sua próximo ação, em que o OFICIAL de seus promotores procurarão o Ministério Público do “Papa Francis”, Jorge Bergoglio, sob a acusação de conspiração criminosa e auxilio e cumplicidade no tráfico humano.

O Tribunal emitirá seu primeiro Termo de Reivindicação e convocações, o mais tardar 30 de março de 2014.

A mesma Corte emitiu uma Declaração Legal em 4 de Agosto de 2013 nomeando a Coroa da Inglaterra e a Igreja Católica Romana como ÓRGÃOS CRIMINAIS TRANSNACIONAIS (organização criminosa internacional) no âmbito do direito internacional.

Outras conseqüências desses fatos serão divulgadas nesta sexta-feira, 7 fev numa conferência de imprensa especial convocada pelo Secretário de  Campo do ITCCS, Mr. Kevin Annett, com início às 11 horas do lado de fora do consulado canadense em 1251 Avenue of the Americas, em Nova York.” <- Esta ENTREVISTA COLETIVA citada aqui é a que postamos acima, em vídeo, realizada na calçada em frente ao consulado do CANADÁ, nos EUA.

O fato é que o clima festivo registrado nesta foto durante o SEMINÁRIO SOBRE PEDOFILIA no Vaticano indica o pouco caso que fazem a cerca da pressão da Sociedade, das Instituições Civis e até mesmo da Justiça contra a BLINDAGEM e impunidade desta Sociedade Secreta escondida por trás do Império do Vaticano. O ITCCS agora se prepara para indiciar Jorge Bergolgio, até MARÇO deste ano, já que Ratzinger foi retirado do jogo através de sua renúncia estratégica. A polícia de Roma já conseguiu penetrar a blindagem dos portões da Santa Sé e exumar o cadáver de EMANUELA ORLANDI, desaparaecida em 1983.  As provas de que ela estava enterrada dentro do Vaticano foram conseguidas a custa de muitas intervenções da INTERPOL, sempre rebatidas com a negativa de autorização para investigações DENTRO DOS PORTÕES do Vaticano.

Neste momento, estas provas estão embargadas pela justiça, e há uma forte operação sendo organizada pela Interpol para verificar se de fato existem passagens secretas que levariam a um salão localizado a 40 metros no subsolo do altar da Santa Sé, onde seriam feitas cerimônias de iniciação com sacrifícios humanos, acusações estas que nunca foram levadas a sério… até a exumação de Manoela Orlandi.  A foto abaixo foi tirada no PRIMEIRO SUBSOLO abaixo da Capela Sistina, já em área restrita apenas aos sacerdotes, onde é proibido o uso de câmeras. Não se sabe quantos subsolos existem abaixo deste.

A operação HIDDEN NO MORE, dos ativistas do ITCCS, expôs a rede de tráfico humano, pedofilia e seus acessórios macabros, e as pessoas que julgam-se tão ACIMA DA LEI a ponto de possuir ESCRAVOS HUMANOS para os fins mais escusos, e também quebrou a blindagem de monarcas, imperadores, magistrados e seus Estados de dominação globalizada. KEVIN ANNETT enfrenta desde 1993 perseguições, atentados e tentativas de homicídio, desmoralizações, e todo tipo de crueladades e AMEAÇAS contra sua vida e de seus familiares (VEJA LISTA DE ATENTADOS AQUI) e os ativistas ligados ao ITCCS são igualmente perseguidos, como DAVID COMPLAN. Certamente isto não aconteceria se não houvesse nada a esconder e se, de fato, essas pessoas fossem mesmo loucas ou mentirosas, em busca apenas de atenção e espaço na mídia. Estas pessoas arriscam suas vidas, não tem um lar, não podem ficar muito tempo em lugar nenhum, mas reuniram evidências e depoimentos suficientes para que hoje, as instituições FOSSEM OBRIGADAS e se posicionar e a não aceitar mais “AS DESCULPAS” com as quais o Vaticano SEMPRE se desvencilha de acusações de crimes contra crianças, no mundo todo, há várias gerações.


Fica nossa pergunta: COMO PODEM durante séculos, cometer genocídio em massa, e todo tipo de atrocidades contra inocentes DIANTE DOS OLHOS DE TODA A HUMANIDADE e AINDA ASSIM manter tudo em oculto? Responda a essa pergunta, e irá entender muitas e muitas outras coisas, e as peças do quebra-cabeças começarão a se juntar… Não aceitamos mais o pedido de desculpas do Vaticano e seus crimes agora estão… HIDDEN NO MORE!

Posted in Ativistas assassinados, Atualidades, Comportamento, Extermínio humano, Genocídio, Pedofilia, Política internacional, Tortura and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − um =