The top low

ORIENTE X OCIDENTE

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

A ostentação de poder  do mundo oriental  de hoje é uma resposta à histeria com que o mundo ocidental se comportou desde a Revolução Industrial até a guerra do Vietnã. Foi um longo período de delírio coletivo de grandeza, onde uma cultura pior do que a do nazismo foi apregoada. Era uma coisa com o ranço da aristocracia inglesa, que evoluiu para um quadro patológico de sociopatia coletiva. Uma atitude arrogante, retratada com genialidade no filme BELEZA AMERICANA. Os personagens deste filme são ícones dessa era maldita de padrões arianos bem arrumadinhos, estilo família margarina, onde pra ser popular o sujeito tinha que ser parecido com aqueles bonecos da antiga série de TV entitulada THE THUNDERBIRDS. Lembram? Eu lembro que não tinha nenhum boneco negro, nem japa. Que era tenebrosa foi essa do modelo americano! OS SIMPSONS vieram pra detonar com essa idiotice e proporcionar um suspiro de alívio a todos os mortais que tinham famílias problemáticas. Enfim, é normal ter problemas! Podemos nos identificar com os seres humanos comuns sem nos sentirmos envergonhados! Não queremos mais ser parecidos com aqueles bonecos, nem com a Barbie. Essa foi a ditadura cultural mais arrasadora da história da humanindade, porque a doutrina era subliminar, e repito que vejo as raízes dessa árvore venenosa na aristocracia inglesa.

Não é implicância minha, não. Os franceses odiavam os ingleses desde o tempo em que eles eram todos celtas. Aquela coisa da “corte” ficar à volta dos poderosos, disputando entre si quem se venderia por melhor preço, sempre fez parte da cultura inglesa. Colonizar os povos e aculturá-los também, tratando-os como “bárbaros”, desprezando sua cultrura, humilhando-os como se fossem inferiores porque não eram iguais aos The Thunderbirds. Que gente, esses comedores de batatas fervidas! Recentemente, após a destruição das TORRES GÊMEAS é que esse povo resolveu baixar a crista. Não, não sou a favor do que ocorreu, mas  essa  atitude de protesto do mundo oriental tem sido a mesma desde Pearl Harbour, onde os KAMIKASES japoneses tiveram seu momento de fama.

 

 

Os muçulmanos, mouros, árabes, também foram colonizadores e usurpadores dos recursos dos povos que não eram nômades, dos povos que mantinham suas raízes numa região, cultivando o solo e engordando seus rebanhos.  Estes também recebiam os ataques dos andarilhos sem eira nem beira, que se diversificaram como ciganos, mouros, mas eram todos nômades e tinham por tradição chegar chegando, zoando o barraco de quem estava estabelecido e trabalhando. Não é de hoje que os orientais e habitantes do segundo mundo pra baixo vem tentando desmentir essa baboseira da “Beleza Americana”, mas só no século XXI ela cedeu. Agora eles fazem seus seriados de TV com protagonistas de todas as raças, apregoam que a Bety Ugly é mexicana do Bronks, mas é legal, promovem eventos interraciais e elegeram um presidente quase negro. Finalmente a CASA (totalmente) BRANCA abriga uma família de gente de outra raça, que não ariana, caucasiana!Assim, a ostentação oriental se justifica, festejada não só pelos chineses, mas pelos muçulmanos dos Emirados Árabes, pelos japoneses e em breve pelos negros da África do Sul, que só recentemente conseguiram livrar-se das garras e dentes afiados com que os ingleses os devoraram por séculos e séculos. Essa coisa de ser explorado, saqueado e ainda cuspido e pisoteado deixa as pessoas bravas. Gente brava fica doida, pode vestir um casaco de explosivos e ir pro shopping, ou pegar um avião e voar marinha americana a dentro, ou atravessar o World Trade Center com ele. Mas toda essa cultura interracial me soa falso, é uma estratégia muito manjada. Foi o que Roma fez com o cristianismo, “aderiu” pra adaptar, sincretizar, manipular, falsificar e pulverizar a essência do movimento cristão primitivo. Ninguém se engane… Pelo menos hoje nossos filhos podem rir com o SHRECK das baboseiras que contavam pra gente quando éramos como eles, e nós podemos nos maravilhar com a nova expressão da grandiosidade oriental. Os Emirados Árabes resolveram se exibir e mostrar que sabem construir bem mais que simples tendas e que, em termos de palácios, os orientais ainda são detentores da primasia.

Não tem pra ninguém! Enquanto a BELEZA AMERICANA fenece nas figuras das princesas dos antigos contos de fadas da série SHRECK, junto ao Príncipe Charming, nós testemunhamos o Oriente levantar a sua crista e olhar com desprezo para os verdadeiros bárbaros da história da humanidade, um bando de sanguinários esfomeados e miseráveis, ilhados em teritórios íngremes e inóspitos, ávidos e invejosos dos recursos abundantes de propriedade dos outros povos. Esses, SIM, verdadeiramente ricos, que foram sugados por séculos até que seus exploradores fossem saciados. Talvez saciados possam entender que jamais deixarão de ser miseráveis porque, quem é rico, pode ser saqueado pelo tempo que for, e continuará sendo rico. A riqueza vem do coração cheio de talento para cultivar a beleza e cheio de disposição para trabalhar, por isso o verdadeiro rico sempre tem o que precisa, sem ter que tirar nada de ninguém… Além do que, desde o TAJ MAHAL  todo mundo sabe que, em matéria de palácio, os orientais são os maiorais!

Posted in Atualidades and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , .